" />

Dislexia e outras dificuldades de aprendizagem

As Dificuldades de Aprendizagem Específicas (DAE) são resultado de um problema intrínseco, de origem neurológica, que subsiste ao longo da vida e caraterizam-se por uma perturbação nos processos psicológicos envolvidos em áreas particulares como a leitura, a escrita, a caligrafia ou o cálculo matemático, interferindo de modo significativo em atividades quotidianas que envolvam estas componentes.

Neste sentido, assumem-se como um obstáculo para o progresso escolar das crianças e adolescentes, com efeitos nocivos a médio e longo prazo em termos cognitivos, comportamentais, sociais e emocionais que merecem ser incluídos no processo psicoeducativo.

O Núcleo das Dificuldades de Aprendizagem Específicas do PIN é composto por uma equipa de profissionais especializados de áreas de formação como a psicologia, a educação especial e a educação especial e reabilitação. Esta equipa é responsável pela avaliação multidisciplinar e acompanhamento especializado e individualizado de crianças e jovens com dificuldades escolares, bem como, das suas famílias e professores.

Para além da intervenção nas dificuldades de aprendizagem específicas, damos também resposta a outras situações como sejam, dificuldades na gestão de hábitos e métodos de estudo, perturbações da coordenação motora ou défices cognitivos ligeiros.

Os programas de intervenção são delineados tendo por base um plano de trabalho estruturado em função das necessidades individuais de cada criança ou jovem, da sua família e contexto escolar e social.

O Núcleo tem ainda a seu cargo a componente formativa no âmbito das Dificuldades de Aprendizagem Específicas, dirigidas a profissionais e pais.

As Dificuldades de Aprendizagem Específicas (DAE), como sejam a Dislexia, a Disortografia, a Disgrafia ou a Discalculia, são dificuldades de carácter permanente que têm grande prevalência na população escolar e cujo impacto ultrapassa a esfera académica